Make Ci » 2015 » Janeiro
24
jan
2015
Cor do Ano 2015: Marsala
Oi pessoal, tudo bom?
Todo final de ano no mundo da moda, é escolhida uma cor para ser símbolo do ano. Como estamos em Janeiro, ainda estou em tempo de mostrar para vocês um pouquinho da cor escolhida, que eu particularmente amei. O responsável pela definição da cor é a marca Pantone, que é conhecida mundialmente e é autoridade no mundo das cores, com uma super tecnologia e sistema de ponta. A marca apresentou como cor de 2015, a cor Marsala, um tom vinho, como a cor que será evidencia em 2015. A cor do ano, normalmente é aproveitada por estilistas, publicitários, pelo setor de cosméticos, automobilismo e todo o comércio. O tom Marsala, é sutilmente sedutor e aconchegante. É uma cor robusta, terrosa, sofisticada, calorosa e estilosa.
EC6CC2A0-EE8E-4080-A94A-5BB0EE6E9F88
546C21D8-B274-440B-9F1C-7CE30311155B
Separei pra vocês algumas inspirações com a cor Marsala para vocês se deliciarem e entender todos os elogios que coloquei no começo do post.
Looks Passarela
86012681-DE29-4AB9-B812-4EA81E6E3741
 
Maquiagem
9E92C757-030D-474A-AB1C-071F3207B19A
Decoração
994E4050-CD61-4002-9814-25CD44A11EAC
Look Dia a dia
E7C83B57-9926-4CC6-AFF2-6245311B37E2
Esmaltes
images
Esta é uma cor que tenho no máximo umas 2 peças no guarda roupas, uma camisa e uma calça. Acho que é um tom que combina muito com o inverno, e com cores neutras. Mas, amo esta cor nas unhas e na maquiagem para noite também. Dá pra se jogar na boa nessa cor.
Ah, coloquei aqui embaixo pra vocês uma linha do tempo com as cores escolhidas nos últimos 15 anos, vale a pena conferir.
4BBD4003-54EC-45A3-BC3E-F9D336768018
Espero que tenham gostado desse post.
 
Um super beijo, fiquem com Deus e até a próxima.
cute


22
jan
2015
Papo de Mãe – Primeira viagem internacional

Oi pessoal, tudo bom?

Eu amo viajar, e como toda pessoa apaixonada por viagens, sempre que temos uma oportunidade damos uma fujidinha para algum lugar pra descansar. Nossa última viagem foi em Outubro/14 para Miami. Como eu estava prestes a voltar ao trabalho pós licença maternidade, decidimos viajar.

No início ficamos bem preocupados em levá-la, devido ela ter somente 5 meses e ser uma viagem bem longa. Antes de fechar a viagem, pesquisamos muito sobre o assunto, e é isso que quero dividir com vocês que também querem viajar com os bebês, mas tem algum tipo de preocupação.

1. Converse com o pediatra – Esta foi minha primeira atitude. Agendei uma consulta com o pediatra para orientação e para ele me tirar todas as dúvidas. Fui com uma listinha enorme hehehe. Nada como um profissional que conhece todo o histórico do seu bebê para orientar. Ele também orientará com relação à vacinas necessárias e remédios que são importantes levar, como para alergia (pomada e oral), picadas de insetos, febre, dor de ouvido, garganta e dentinhos que estão nascendo.

2. Antes de entrar no avião – Troque seu bebê antes de entrar no avião, o banheiro do avião é horrível para isso e não pode trocá-lo nos assentos, mesmo que só xixi. Aplique também dois espirros de soro fisiológico em cada narina, para eliminar que qualquer secreção entre nas vias aéreas superiores e evitar pressões nos ouvidos. Aconselho não despachar o carrinho com as malas, pois você terá no mínimo 2 horas de espera por ser um voo internacional, o bebê ficará muito mais confortável no carrinho e você com as mãos livres para passaportes e documentos que são pedidos a toda hora. Todas as companhias recolhem o carrinho na porta do avião, fornecem até saco plástico para embalar e não sujar e quando você sair do avião ele estará lá

3. Hora do soninho – Ligue para a companhia aérea alguns dias antes e peça o bercinho para o bebê. Será mais confortável para ele dormir e para você também. A Lara ainda não dormia a noite toda, mas acabou dormindo no meu colo e acordava somente para as mamadas da madrugada. Não deu nenhum trabalho.
 
4. Melhor horário – Com certeza o melhor horário para viajar é de madrugada. Com criança ou sem, é esse horário que eu indico. Com bebê é perfeito, pois mesmo que eles não durmam a noite toda direto, este é o horário de maior tempo de sono. E um bebê acordado durante o dia todo não é fácil, pois não pára um minuto.
 
5. Durante o Vôo – Muitas pessoas comentaram comigo sobre a pressão no ouvido que o bebê poderia sofrer durante o vôo, e fui aconselhada por diversas pessoas, além do pediatra a amamentar durante a decolagem e o pouso. Deu tudo certo, a Lara ficou super bem. Leve brinquedinhos pequenos que ele goste, para não estranhar muito a mudança na rotina. Evite bolas, ou que façam barulhos, afinal existem mais pessoas no vôo.
 
6. Documentação – Em qualquer viagem internacional o passaporte do bebê é documento obrigatório. Caso vá circular entre os países do Mercosul, a identidade serve. Para saber como tirar o passaporte.  Lembrando que o novo passaporte azul brasileiro NÃO traz os nomes dos pais. Por isso, além de apresentar o passaporte leve junto o RG (caso a criança tenha) ou a certidão de nascimento ORIGINAL para comprovar a filiação. Só com a certidão ninguém embarca.
Em voos internacionais, a criança deve ter a autorização de ambos os pais.  Se o bebê estiver viajando só com a mãe deve apresentar autorização do pai e vice-versa. Caso um dos pais tenha falecido, o atestado de óbito deve ser apresentado. Viajando com terceiros é necessária autorização judicial.
 IMG_7434
7. Mala de Mão – Várias fraldas por conta de possíveis atrasos no vôo, lencinho umedecido, pomada, trocador portátil, mamadeiras, escovinha de cabelo, sabonete da cabeça aos pés, leite em pó (não levei pois, a Lara só mamava no peito), roupas para todo o percurso principalmente agasalhos e uma mantinha, o avião é super frio e o ar muito seco por conta do ar condicionado, o brinquedinho preferido do bebê e os remédios indicados pelo pediatra.
 
8. Bagagem – Como eu sempre lavei as roupinhas dela com um sabão especial para bebês, já levei tocas as trocas de roupas (4 por dia). Levei também o lençol dela para colocar no berço do hotel (muito importante para o bebê dormir melhor, se sentirá no bercinho dele), toalha para banho, cortador e lixa de unha, Bichinhos/Ursinhos se o bebê tem algum que costuma usar para dormir, pijaminhas, Sling ou canguru, chupeta (se usar) e capa de chuva para o carrinho (protege da chuva e do vento).
 
9. Alimentação – Pesquise na internet sobre tipos de leite e papinhas, as melhores marcas de alimentos, fraldas, leite e coisas para crianças existem no seu destino, não tem erro. É importante também levar todos os acessórios necessários, como babador, colher, potinho e paninho de boca.
 
10. Filmadora – Não esqueça de registrar cada momento, pois será inesquecível. Quando seu bebê crescer verá as fotos e filmagens e achará o máximo.  (gargalhada) 

Espero que tenham gostado desse post e tenham uma ótima viagem.
 
Um super beijo, fiquem com Deus e até a próxima.
cute


13
jan
2015
Resenha: Base Naked Skin – Urban Decay
Oi pessoal, tudo bom?
 
Escolher uma base que melhor se adapte a sua pele, não é nada fácil, eu sei. Mas finalmente encontrei a base PERFEITA \o/.
Juro pessoal, esta é a melhor base que já usei….sem dúvidas. Trocaria todas as minhas bases (que são muitas) por várias desta.
Comprei ela meio que no escuro na minha última viagem para Miami na loja Ulta (é uma loja de cosméticos e make em Miami que amo demais S2). Não pretendia comprar mais uma base, mas quando perguntei para a vendedora sobre os lançamentos, a primeira coisa que me apresentou foi esta base, que segundo ela deixava a pele super sequinha. Ela passou no meu rosto e uau!!! Pele linda, sequinha, suave, e com o tom perfeito (minha cor é a 4.0)… Nem acreditei, tinha que comprar rsss. Fora que a embalagem é linda né…
As numerações de cor normais, tipo 1,2,3…., são com um fundo amarelado, já os tons com final 5, tipo 1.5, 2.5, 3.5, são com fundo rosado.
base naked
 
images
Como eu uso: Usando meu pincel de cerdas sintéticas Duo Fiber da Sigma, aplico a base no meu rosto todo com apenas 1 bump durante o dia, e 2 para a noite. Esta é a única base que quando aplico não preciso de pó para acabamento. Ela é tão sequinha, que até minha pele sendo oleosa, se comporta bem.
Embalagem: Linda!!!!! A embalagem realmente é linda. Só pra vocês terem uma idéia, não deixo misturada com outros produtos na necessaire pra não riscar rsss. Além de linda, ela tem o bump que auxilia no uso do produto não deixando desperdiçar.
 
Textura: É uma base líquida de cobertura média. Apesar de fluída, ela é bem concentrada. Com apenas um único bump, ela espalha no rosto todo. Outra coisa bem legal é que ela tem partículas anti-rugas, contém chá verde (antioxidante maravilhoso) e ingredientes que hidratam e nutrem a pele. Não é um amor.
 
Cobertura: Ela foi formulada para ser invisível na pele, com efeito natural e semifosco. Isso com certeza foi o que mais me atraiu nela. Cumpriram 100% da promessa rsss. O acabamento não é totalmente opaco, é bem natural, mas não chega a ter brilho de luminosidade. Dá pra ter uma cobertura leve se aplicado com batidinhas dos dedos, e também uma cobertura maior aplicando com pincel.
 
Cheiro: Bem suave, quase nada. Você nem percebe.
 
Durabilidade: Ótima. Não craquela, não resseca e não sai fácil durante o dia. Você vai perceber o quanto ela dura, quando for tirar a make antes de dormir com o demaquilante. O algodão sai repleto de base. Testei tanto no frio, quanto no calor, e foi perfeito.
 
Preço: Comprei em Miami e paguei uns U$39,00 + ou -. Na Sephora vi que está por R$ 189,00 :-( . Se acharem mais barato me avisem que quando a minha estiver pela metade, já quero ter o backup rsss.
 
Minha avaliação pessoal

Minha avaliação pessoal

 
Minha avaliação final: Achei incrível esta base. Já testei várias marcas, mas nenhuma que eu falasse uau, que base…. Mas esta achei Top. Virou minha base de uso diário, para trabalho, festas, shopping, etc. Completamente em Love S2.
 
#nãoépubli
 
Espero que tenham gostado desse post.
 
Um super beijo, fiquem com Deus e até a próxima.